Notícias

Vereadores de Penedo aprovam moção contra a privatização da CEAL

27/10/2017
Publicado em Notícias | Comentar

Os Urbanitários de Alagoas realizaram mais uma audiência pública no dia 27 de outubro, contra a privatização da Eletrobras Alagoas e CHESF. Desta vez a audiência ocorreu na cidade de Penedo. Os/a trabalhadores/a se concentraram na sede subestação da CEAL daquela cidade, de onde saíram em caminhada pelas ruas centrais até a Câmara de vereadores, onde ocorreu a audiência pública.

Participaram da audiência 10 vereadores, uma vereadora, os Deputados Estaduais Inácio Loiola, Alcides Andrade, e do Deputado Federal Paulão. Presença de estudantes, trabalhadores/as do campo e da cidade (Educação, CODEVASF, CHESF, Eletrobras e Via do Trabalho), além dos/a trabalhadores/a da empresa, sindicalistas e representantes de movimentos sociais organizados, que foram unânimes em condenar a entrega de tão importante e estratégico setor para a iniciativa privada.

O Vereador que propôs a audiência, Fagner Matias, ressaltou a luta dos/a trabalhadores/a e da população geral e, ainda, requereu uma moção de repúdio por parte da Câmara de Vereadores de Penedo, mostrando a indignação por essa proposta de privatizar as empresas geradores e/ou distribuidoras de energia elétrica. A moção foi deferida pelo presidente da Câmara de Penedo, Júnior do Tó, que se colocou à disposição para unir forças a favor dessa luta que é de todos os alagoano.

As falas dos participantes foram sobre os danos que a privatização causará para os Alagoanos, como o aumento das tarifas, principalmente para pequenos empresários e para os consumidores residenciais. A médio e longo prazos pode haver um sério desabastecimento, a exemplo do apagão de 2001, além de se tratar de uma questão de soberania nacional, pois o setor de energia é estratégico para o desenvolvimento e a segurança do Brasil.

Na luta contra a privatização da Eletrobras Alagoas e a CHESF, o Sindicato estará  realizando audiências públicas em diversas cidades de Alagoas, visando alertar ao povo sobre os graves danos que serão causados caso esse projeto de privatização avance. No dia dessas audiências a categoria estará paralisando suas atividades, na respectiva cidade onde a audiência ocorrer.

Já foram realizadas audiências em Maceió, Penedo, Arapiraca, Delmiro Gouveia, Piranhas e Pariconha.


Os comentários estão encerrados.