Notícias

BRESSER: ELETROBRAS CONVOCA TRABALHADORES/AS PARA REUNIÃO

24/11/2017
Publicado em Notícias | Comentar

Nas próprias palavras da CEAL, a companhia “convida todos os empregados para participar de reunião às 8:30 da próxima terça 28/11 no auditório do prédio sede, para WhatsApp Image 2017-11-24 at 16.26.26apresentação da proposta da Empresa relativa ao plano Bresser”. Com esse texto que acabamos que transcrever, “a diretoria da Eletrobrás Distribuição Alagoas” fez uma convocação para uma reunião visando tratar “da proposta da empresa”.

Como se lê, o convite fala de “apresentação da proposta”, assim com pronome definido; interpreta-se, com dúvidas, que possa se tratar da mesma proposição anterior (R$ 178 milhões brutos, ou seja, para ainda abater todos os encargos).

Para Sebastião José de Melo, presidente da AAPC, “fosse uma nova proposta e melhor, a empresa se apressaria em enviar ao autor da ação, o Sindicato, mas estamos torcendo para que essa proposta que a CEAL apresente traga avanços; não é hora de otimismo, nem pessimismo, mas pés-no-chão”.

Outra dúvida que tem circulado após o convite patronal é a referência a “todos os empregados”, sem especificar os ex-empregados. Para Sebastião “todos e todas, aposentados, demitidos, pensionistas, ativos que constam da lista dos substituídos são detentores do direito, são, ou eram, empregados durante todo, ou determinado período, portanto, tem interesse em saber o que empresa quer dizer, uma vez que convocou a reunião, ou seja, abriu um canal de comunicação direto”. Para o presidente da associação a orientação é que todos/todas se façam presentes.

SINDICATO IRÁ

Nestor Powell, presidente do sindicato, informou ao BRESSER ELÉTRICO quando do fechamento dessa edição, estava se dirigindo à sede da CEAL para se inteirar acerca da reunião objeto do convite da empresa. E falou ao boletim: “a Diretoria do Sindicato se fará presente, pois, o que é do interesse dos trabalhadores, interessa e diz respeito ao Sindicato”.

“PÉS-NO-CHÃO”

Nesse momento avalia-se que a empresa exerce seu papel e está no seu direito. Não se deve ficar especulando, contudo, se haverá isso ou aquilo, mas duas necessidades deve, estar bem a vista porque essenciais:

1) Ir ao encontro convocado sabendo que há a possibilidade de se constituir uma tentativa de desmobilizar pelo medo;

2) Somente a coesão, ou seja, a unidade na luta, trará a fortaleza para lutar por um acordo melhor, sabendo-se que a união dos trabalhadores é sua única força.

Os comentários estão encerrados.