Notícias

ELETROBRAS PEDE MEDIAÇÃO DO TRT/AL PARA NEGOCIAR PAGAMENTO DO BRESSER

30/11/2017
Publicado em Notícias | Comentar

Uma notícia que vem sendo recebida com otimismo, pois a CEAL, dessa vez, não pode estar querendo apenas “sondar” a disposição das pessoas.

Agora não foi preciso vir representantes de fora, através do prestigiado advogado trabalhista alagoano Luiz Fernando Lula Resende, que responde pela defesa da empresa no processo de execução do Bresser junto ao TRT da 19ª Região (TRT/AL), a ELETROBRAS acionou nosso advogado, o patrono originário da causa, dr. Carmil Vieira, para que, juntos (Lula e Carmil), solicitassem a mediação do Presidente do Tribunal Regional do Trabalho.

Amanhã, sexta, 1º/12, a partir das 9h, na reunião promovida pela AAPC no Auditório do Sindicato, a direção da AAPC com sua assessoria jurídica dará mais detalhes; a reunião será informativa, mas se permitirá perguntas e até debater o tema, com a entrada fraqueada a todos e todas, sócios ou não. Primeiro serão tomadas duas rápidas deliberações e encaminhamentos que não se demorarão nem meia hora; a seguir, o tema do Bresser dominará a cena.

PRESIDENTE DA AAPC PARTICIPA DE UMA REUNIÃO INFORMAL COM DIRIGENTES DA ELETROBRAS/AL E REPRESENTANTE DA “HOLDING”

Logo após a fatídica reunião da última terça (28) que empresa convocou para “esclarecer” os trabalhadores/as, mas que acabou acirrando mais os ânimos, Sebastião José de Melo, presidente da AAPC, foi contatado para uma conversa com o pessoal a direção da CEAL e os representantes enviados pela ELETROBRAS HOLDING.

Sebastião foi e amanhã fará um relato detalhado de como foi essa conversa.

AGU X ADVOGADOS DO SINDICATO EM BRASÍLIA

Em outra frente, dr. Zélio Maia, estará nos próximos dias sentando à mesa com a AGU (Advocacia Geral da União) que convocou esse encontro. Originalmente, o contato foi feito para que a reunião com a AGU contasse com a participação do Sindicato (direção), mas a entidade rejeitou a possibilidade, pois não toma parte em debates jurídicos (técnicos) que devem ser travados entre profissionais, de sorte que o escritório de Brasília foi escalado.

Os comentários estão encerrados.