Brasil gera 126 mil empregos e registra pior outubro desde 2008

O Brasil registrou a criação de 126.143 vagas com carteira assinada em outubro, o menor número para o mês desde 2008, quando o país criou 61.401 postos de trabalho formais. Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram divulgados nesta sexta-feira (18) pelo Ministério do Trabalho.

Esse resultado é 38,4% menor do que o verificado no mesmo mês do ano passado, quando foram gerados 204.804 postos de trabalho. O resultado é decorrente da contratação de 1.666.556 milhão de pessoas e da demissão de 1.538.423 milhão de trabalhadores.

Os principais setores responsáveis pelo desempenho foram o de serviços (77.201 postos de trabalho gerados), comércio (60.878), construção civil (10.298) e indústria de transformação (1.224).

REVISÃO META

Em setembro, o ministro do Trabalho, Carlos Lupi já havia informado que meta inicial do governo, de geração de 3 milhões de novos empregos em 2011, não seria cumprida e que deve ficar entre 2,7 milhões e 3 milhões de postos.

“A tendência é que esse ano não seja tão bom quanto a gente esperava. Vai ficar um pouco menos de 3 milhões. Estamos fazendo os cálculos e vamos divulgar na semana que vem”, afirmou na ocasião.