Governo amplia verba nos municípios para ações do Bolsa Família

O governo decidiu aumentar o IGD (Índice de Gestão Descentralizada), de R$ 2,50 para R$ 3,25, por família cadastrada e beneficiária do programa Bolsa Família nos municípios que conseguirem fazer maior inclusão de famílias pobres.

A portaria foi publicada nesta quarta-feira (30) no “Diário Oficial” da União.

Em 2011, segundo o Planalto, foram repassados para Estados e municípios cerca de R$ 330 milhões. A previsão do Ministério do Desenvolvimento Social para 2012 é que esse valor chegue a R$ 560 milhões.

De acordo com a ministra Tereza Campelo, os grande parceiros na execução do Bolsa Família são os municípios.

“Conseguimos chegar em 13 milhões de famílias porque estamos conseguindo trabalhar com os 5.500 municípios. Temos de criar mecanismos nos quais a prefeitura e o gestor se sintam estimulados a aperfeiçoar o cadastro”, disse.

“O IGD já existia e não era reajustado há um bom tempo. Toda a chave do Plano Brasil sem Miséria é o Cadastro Único e, com essa ampliação, os prefeitos passam a ter mecanismos de financiamento da busca ativa, ou seja, ir atrás dessa população que ainda não está no cadastro e não está recebendo o Bolsa Família”, reiterou a ministra.

Com base nesse indicador, o governo repassa verbas aos municípios para que façam a gestão dos programas sociais. Quanto maior o valor do IGD, maior será o valor do recurso transferido ao município.

Fonte: Folha.com