Lula foi aconselhado a tratar câncer nos Estados Unidos

O ex-presidente Lula foi aconselhado por “várias pessoas”, segundo interlocutor próximo, a viajar para os EUA para tratar do câncer na laringe.

Decidiu ficar no Brasil. Anteontem, ele comemorou o fato de o tumor ter regredido 75%.

Lula fez ontem sua terceira sessão de quimioterapia e recebeu alta às 20h30, após ficar um dia internado. Segundo boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, ele continuará a receber até sábado o medicamento através de uma bolsa, que o leva ao sangue por meio de um cateter.

DIAGNÓSTICO

Diagnosticado com um tumor de laringe de agressividade média, no dia 29 de outubro, Lula tem permanecido em casa após as duas sessões de quimioterapia, a primeira iniciada dois dias depois da descoberta da doença, em 31 de outubro, e a segunda, no dia 21 de novembro.

O diagnóstico foi feito em exame realizado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Lula reclamava de rouquidão há algumas semanas. Na mesma semana, ele havia comemorado 66 anos. No dia 30 de novembro, a equipe médica que cuida do ex-presidente festejou o fato de sua voz ter melhorado desde que ele começou a quimioterapia, há quase um mês.

Na última quinta-feira (8), Lula voltou a aparecer no programa nacional de TV do PT conclamando as pessoas a se filiarem à legenda.

Lula e a presidente Dilma Rousseff são as estrelas da peça publicitária, que mostra ainda o presidente do partido, Rui Falcão, e os cinco governadores petistas.

A gravação foi feita em 11 de novembro, na casa do ex-presidente em São Bernardo do Campo, após ele ter recebido a primeira sessão de quimioterapia, mas ainda não tinha raspado o cabelo e a barba.

Fonte: Folha.com