Pacote de medidas do governo federal vai aumentar consumo em Alagoas

O novo pacote de medidas lançado nesta quinta (01) pelo Governo Federal para incentivar o consumo, entre elas a redução do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) na linha branca, em produtos como geladeiras e fogões, que teve reflexos positivos em 2008, deve beneficiar a economia de Alagoas, de acordo com o presidente do sindicato dos economistas do Estado, Marcos Calheiros.

Produtos como a palha de aço também estão com o IPI reduzido, além do tributo sobre o pão, que vai ser zero até o final do próximo ano, o que segundo Calheiros demonstra a preocupação do Governo Federal em estabilizar a economia. “Os juros para as operações bancárias vão diminuir, assim como a taxa básica. O governo quer fugir da crise dos países da Europa, pois as exportações já diminuíram”, explicou.

Segundo ele, a procura dos bens vai subir com a redução dos impostos e isso vai estimular a produção nas indústrias. “A redução no IPI já vai ser sentida em dezembro e janeiro. O Governo quer manter os empregos e a circulação de matéria-prima, como aço. Quanto menor o preço, maior a procura. O consumo de energia também aumenta”, afirmou.

O economista lembrou que com essas medidas, o governo perde na arrecadação, mas ganha no aumento das vendas. “Há dois anos o governo zerou o IPI para veículos e houve um crescimento de 5% na demanda. No entanto, o ICMS vai continuar circulando e os Estados vão arrecadar mais”, informou ele.

Calheiros diz ainda, que em Alagoas, pessoas com menos credito também poderão participar ativamente da economia do Estado. “As condições de consumo vão melhorar, embora as camadas que recebem um salário mínimo tenham menos crédito. O comércio vai vender mais”, destacou.

Fonte: Cada Minuto