Brasil volta a ter criação de empregos em janeiro: 118 mil

O saldo entre demissões e admissões formais no Brasil ficou positivo em 118.895 vagas em janeiro, após saldo negativo de 408 mil em dezembro. No entanto, o resultado de janeiro é 21,8% menor que o verificado no mesmo mês do ano anterior, quando foram abertas 152 mil vagas, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego nesta quinta-feira.

De acordo com relatório do governo, o saldo de janeiro é o menor desde janeiro de 2009, quando houve fechamento de 101 mil vagas de trabalho no mês. Em 2010, o saldo ficou positivo em 181 mil postos de trabalho. Os números fazem parte do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Setores

Por área de produção, o setor de serviços teve o maior saldo positivo, com 61 mil novos postos de trabalho, e foi seguido pela construção civil , com ampliação de 42 mil vagas. Em seguida aparace a indústria de transformação, com abertura de 37 mil novos postos. Comércio e administração pública tiveram saldo negativo, com fechamentos de 36 mil e 370, respectivamente.

Em todo o ano de 2011, o arrefecimento da atividade econômica teve impacto direto na geração de emprego, que foi 25% menor do que em 2010 e ficou abaixo da expectativa do próprio governo. O ano passado terminou com a abertura acumulada de pouco mais de 1,9 milhão de postos de trabalho com carteira assinada. No auge do otimismo, o Ministério do Trabalho chegou a falar que poderiam ser criados 3 milhões de empregos. O resultado final ficou aquém mesmo da última previsão, que era de 2,4 milhões de postos.

Fonte: Istoé