Trabalhadores da Equatorial rejeitam proposta da empresa sobre terceirização

Os/as trabalhadores/as da Equatorial Energia estiveram presentes em assembleia, convocada pelo Sindicato dos Urbanitários de Alagoas, no dia 11 de junho, às 18h, no prédio sede da Equatorial, para debater a proposta da empresa sobre a terceirização.

Na ocasião, o sindicato apresentou a proposta da empresa de terceirização de diversos setores, em especial dos eletricistas, o que ocasionará centenas de demissões. Os trabalhadores tomaram conhecimento que será aberto um Plano de Demissão Voluntária entre os dias 21 e 28 de junho e que a partir de 01 de julho, segundo informações da própria empresa, começarão os desligamentos.

A intenção da empresa é demissão e abrir a possibilidade de contratação através da prestadora de serviços terceirizados, dispensando mão de obra própria qualificada e precarizando as condições de trabalho, sem a garantia de recontratação e com rebaixamento salarial. Essa opção, no entanto, permitiria que quem quisesse, buscasse emprego na terceirizada.

A assembleia permitiu que os trabalhadores avaliassem a proposta e por unanimidade rejeitaram que o sindicato firme acordo com a empresa de não cumprimento da quarentena de 18 meses prevista em Lei para trabalhadores próprios demitidos serem contratados pela prestadora de serviço contratada pela Equatorial.

Ainda na assembleia, foi aprovado por unanimidade a paralisação das atividades nessa sexta-feira, aderindo a Greve Geral que acontece em todo o Brasil, contra a reforma da previdência que nega o direito do trabalhador se aposentar com dignidade.

O sindicato parabeniza a presença massiva dos trabalhadores, demonstrando união e clareza dos desafios que temos pela frente!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *