TERCEIRIZAÇÃO E DEMISSÕES – Equatorial rejeita sugestões do Sindicato e faz propostas

O Sindicato participou de audiência no dia 27 de setembro, na 7ª Vara do Trabalho sobre o processo (ACP/Proc. nº 0120900-31.2006.5.19.0007) que trata da terceirização na CEAL, conforme autorização da última assembleia, visando estabelecer um diálogo propositivo com a companhia privatizada.

Na audiência a empresa fez, inicialmente, a proposta de admitir os últimos 33 remanescentes do concurso, mas pela terceirizada, mediante uma indenização 1,5 salário base da função.

Após o Sindicato fazer várias sugestões ad referendum da assembleia, a empresa “avançou” e, estendeu a indenização de 1,5 salário mínimo para os eletricistas do quadro que vierem a ser demitidos. Detalhe… Nas duas propostas da Equatorial, dois pontos em comum: permissão para terceirizar sem restrição, ou limite e, possibilidade de admitir pela terceirizada sem a quarentena de 18 meses prevista em lei.

O Sindicato irá submeter a proposta da empresa a uma nova assembleia, que será realizada no dia 03 de outubro, próxima quinta-feira, a partir das 18h, no auditório do Sindicato.

A participação de todos/a é fundamental!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *