Trabalhadores/a da Equatorial rejeitam proposta sobre terceirização

Os/a trabalhadores/a da Equatorial rejeitaram, em assembleia realizada no dia 03 de outubro, a proposta da empresa para por fim a ação contra a terceirização que o Sindicato ganhou na justiça. A proposta rejeitada foi feita em mais uma audiência na justiça do trabalho, no dia 27 de setembro, quando a empresa aceitou admitir os últimos 33 remanescentes do concurso, mas pela terceirizada, mediante uma indenização 1,5 salário-base da função.

Após o Sindicato fazer várias sugestões “ad referendum” da Assembleia, a empresa “avançou” e,
estendeu a indenização de 1,5 salário-base para os eletricistas do quadro que vierem a ser demitidos.

Com a negativa da categoria o Sindicato espera agora que as negociações possam avançar, pois não havendo acordo o juiz deverá decidir qual o caminho a ser seguido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *