Urbanitários denunciam privatização da água em Alagoas

 

Como resultado da luta do Sindicato dos Urbanitários de Alagoas, foi realizada uma sessão no dia 04 de junho,  na  Câmara de Vereadores da Barra de Santo Antônio, onde foi debatido o edital do Governo do Estado, que entrega ao capital privado os serviços de água e saneamento da capital e mais 14 municípios, incluindo a Barra de Santo Antônio, que possui um serviço autônomo – SAAE. Após ampla discussão,  os vereadores da Barra decidiram entrar na justiça contra o edital do Governo do Estado.

A prefeita da cidade, Emanuella Moura, após denúncia do Sindicato nas redes sociais, também se posicionou contrária a medida e diz que lutará legalmente para evitar a privatização do SAAE em sua cidade. Segundo Emanuella, ela já acionou o seu jurídico para tomar as providências nesse sentido. “Já determinei ao nosso jurídico que comece a agir, agora, no sentido de barrar legalmente qualquer interferência ou ação no sentido de nos tirar o SAAE”, disse a prefeita. “Vou lutar contra essa privatização em todas as instâncias que sejam necessárias”, afirmou.

DENÚNCIA DO SINDICATO É DESTAQUE NA GAZETA DE ALAGOAS

O Sindicato dos Urbanitários não aceita a agenda de privatização imposta pelo governo Renan Filho. Na edição do dia 04 de junho, o jornal Gazeta de Alagoas publicou matéria onde o Sindicato denuncia a privatização. Privatizar é contribuir para o desemprego, queda da qualidade do serviço e piora das condições de trabalho. A presidenta dos Urbanitários de Alagoas Dafne Orion reiterou que “nesse momento de isolamento social por causa da pandemia, quem representa o povo alagoano deve se ater a combater as mazelas caudadas pela Covid-19 e não em agir de maneira monocrática, sem considerar opiniões distintas e nem mesma dar a chance de democraticamente a entidade e as pessoas se posicionarem”!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *