20 de maio de 2022

A importância do Canal do Sertão para o povo alagoano

O Canal do Sertão é a maior e mais moderna obra de infraestrutura hídrica de Alagoas, que visa a atender a população que mais sofre com o fenômeno da seca no semiárido alagoano, bem como promover a melhoria na produtividade agrícola da região por meio da irrigação.

O Canal do Sertão, com extensão projetada de 250 km, começa no município de Delmiro Gouveia e está previsto para terminar no município de Arapiraca. Até o km 123 é dividido em 4 trechos, separados por comportas: o Trecho I (0 – 45Km), foi concluído em 2013; o Trecho II (45 – 64 Km), concluído em 2013; o Trecho III (64 – 93 Km), inaugurado em 2015; e o Trecho IV (93 – 123 Km) foi inaugurado em 2021 e o trecho V está em andamento.

O Canal atenderá a uma área de aproximadamente 12.600 km², representando 1,28% da área total do Semiárido brasileiro e uma população de quase 1 milhão de habitantes, que corresponde a quase 30% da população total do Estado.

A obra hídrica beneficia a região do Alto Sertão alagoano, devendo atender prioritariamente aos pequenos agricultores e, consequentemente, oportunizando a modernização e o crescimento econômico, com a vinda de empresas para a região.

É de fundamental importância a existência de políticas públicas por parte do governo estadual, para que o Canal possa ser objeto de oportunidades para os moradores locais, garantindo o desenvolvimento da Região e a melhoria da qualidade de vida daquela população.

É de extrema necessidade que o Canal possa prestar um serviço público para todos, levando água potável para os mais pobres, com sua interligação aos sistemas coletivos de distribuição de água da Companhia de Saneamento do Estado de Alagoas – CASAL, como o SCA (Sistema Coletivo da Zona do Agreste); SCB (Sistema Coletivo da Bacia Leiteira – Zona de Transição) e o SCS (Sistema Coletivo da Zona do Sertão).

Portanto, é fundamental que a água, direito humano indispensável a vida, através do Canal do Sertão, seja um instrumento de universalização do acesso a esse líquido precioso.

20 de maio de 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *